domingo, 4 de dezembro de 2016

É o capitalismo, estúpidos!



A Europa é uma caranguejola conduzida pelo BCE que chocalha por toda a parte.
É o capitalismo, estúpidos!
 
Jorge Almeida Fernandes, Público.

“Já não entendo o mundo”: a Europa na era das incertezas
“Roma e Viena são hoje as capitais da Europa. No referendo italiano estão em jogo a estabilidade e as reformas políticas. As presidenciais austríacas poderão consagrar a “normalização” da extrema-direita, que se vai aproximando do poder.” (aqui)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

E se os defenestrássemos?

Que fique bem claro, eu sou contra os defenestramentos, principalmente às horas de ponta, por pôr em perigo os transeuntes desprevenidos. O Miguel de Vasconcelos* foi defenestrado, a cena deu muito que falar e a TV do CM só soube do acontecimento 376 anos passados. Passos e Cristas esconderam o mau exemplo defenestrando o feriado. Repito, eu não sou pelos defenestramentos, longe de mim, mas também não sou pelas injustiças. O Vasconcelos estava numa de nos esmifrar cobrando impostos para Castela, os libertadores sacaram-no do armário e zás, aí vai ele. O povo bateu muitas palmas e ficámos todos muito livres e livres também da Aleivosa.
346 anos depois Mário Soares esconde o socialismo na gaveta e vende-nos  à então CEE, e António Guterres fez-nos reféns do BCE amarrados ao €uro e como se isto não chegasse, José Sócrates pôs-nos as algemas do FMI. Um deles esteve na choça por outras maldades mas nenhum foi defenestrado. Torno a repetir, devia ser proibido defenestrar qualquer traidor por janelas abaixo de um décimo andar.

*«O corpo do Miguel caiu no meio de uma multidão enfurecida que largou sobre ele todo o seu ódio, cometendo verdadeiras atrocidades, sendo deixado no local da queda para ser lambido pelos cães, símbolo da mais pura profanação.»

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

PARA OS ANTI-CASTRISTAS, AINDA COM MAIS PREGOS

(ositiodosdesenhos) aqui
Todo o gajo que durante mais de meio-século é capaz de manter um pau cheio de pregos no cu dUSAmericanos - é meu gajo. VIVA FIDEL!”.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

L'Idiot du Village

 (Pieter Brueghel)

Repitam comigo:
João Miguel Tavares é um pobre diabo, um pou-co-chi-nho.
  
Para um louco pode haver terapia ministrando-lhe fármacos, recorrendo ao eletrochoque ou em casos mais graves à trepanação. Mas para os cretinos a ciência sente-se impotente. O JMT tem um atraso congénito que lhe causa distúrbios psíquicos sempre que olha para a esquerda, recusa-se a consultar um especialista e, por vezes, tal como aconteceu com o falecimento de Fidel Castro, sofre de acessos de tal modo violentos que se não for manietado escreve artigos como este.
(Pieter Brueghel)

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

O anticastrista manhoso e o troglodita


Um matutino dito de referência escancara as suas páginas a dois anticastristas, diga-se anticomunistas, também eles de referência. O manhoso, Rui Tavares - Um ditador dos bons, ou dos nossos? - o outro, o troglodita Diogo Queiroz de Andrade (Público/Observador) que assina um ‘Editorial’ - Adiós, Dictador anticastrismo de cacete e cassete.

Estas marionetes do imperialismo, não conseguiram digerir ainda o apoio que Fidel e o povo cubano deram aos combatentes das ex-colónias, nomeadamente a Angola.

Esta gente bárbara não aceita que generosamente se lute pela liberdade alheia, não conseguindo superar tão lamentável limitação. Pobres diabos!
A fraternidade que os enlouquece
Não conseguem entender que os povos se entreajudem e solidários se libertem
A alegria rumo à vitória que os entristece
A postura que os transtorna

domingo, 27 de novembro de 2016

Não lhe perdoam. É natural!


(Galeria de fotos de Fidel Castro) (aqui)

“¡Fidel, Fidel, qué tiene Fidel,
que los imperialistas no pueden con él!”
(Canto popular cubano)

A artilharia pesada, com obuses de fel acumulado, arremessa covardemente sobre um morto que nunca dominaram em vida. O alvo tem laços profundos na história, e é isso que os perturba e enraivece, tenham paciência escribas do sistema, opaca gente, tristes e ridículas personagens.

Os vossos patrões não lhe perdoam, não vocês, pobres diabos que debitam a baixo preço o veneno que nem é vosso, escribas dos media de “referência”.

Fidel enfrentou o mais temível dos impérios aos pés do qual todo o “mundo livre” se rojou, e roja.  

Infligiu uma humilhante derrota aos racistas sul-africanos e por arrasto a todos os que explicita ou implicitamente os apoiavam.

Ajudou a libertar países colonizados e tem enviado para todos os continentes profissionais de saúde, minorando o sofrimento dos mais desprotegidos social e economicamente.

Mas o que mais vos inquina, gente de má índole, é que Fidel se afirmou até ao fim como marxista-leninista: Comunista!

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

A peste das sondagens e os media




Abaixo os media ditos de referência. PIM!

Os media, autodenominados de referência, claudicaram no ‘Brexit’ e afocinharam com os resultados eleitorais nas terras do Tio Sam. Foram os grandes derrotados neste grande circo eleitoral, os media, arma de destruição maciça de ideias que propaguem a justiça e a liberdade.

Abaixo os media ditos de referência. PUM!